Diversão

'Deixar os filhos viverem suas vidas é difícil para qualquer mãe', reflete Glenda Kozlowski

Instagram / @glendakozlowski
Glenda Kozlowski e seu filho, Gabriel

A apresentadora Glenda Kozlowski publicou um texto em seu Instagram nesta quinta-feira, 29, sobre a relação com seu filho, Gabriel, que está indo morar na Europa.

"Deixar os filhos viverem suas vidas é um momento difícil para qualquer mãe! Por receio dos perigos do mundão ou até mesmo por egoísmo de não tê-lo mais embaixo das suas asas. Gabriel escolheu morar e estudar em Portugal. E assim foi...", escreveu.

Glenda ressaltou que sempre respeitou o "momento" de seus filhos, e se preocupou com sua independência emocional: "São nestes momentos que eles fazem as suas descobertas e começam a amadurecer suas escolhas e viver suas consequências"

"Criar uma criança para que ela se torne um adulto segudo e independente é equilibrar o 'deixar ir'... 'Deixar descobrir'... 'Deixar fazer'... 'Deixar conhecer'... 'Deixar aprender'... Com o não, de jeito nenhum. A superproteção é devastadora", continuou.

Por fim, Glenda concluiu com um clássico 'discurso de mãe': "Gabriel, mamãe te ama. Deus está sempre com você. E o seu anjo da guarda te protegendo! Só não exagera para não deixá-lo cansado! Pelo amor de Nossa Senhora! Tenha juizo!".

Confira abaixo a íntegra do texto publicado por Glenda Kozlowski: 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A foto não é das melhores, mas isso pouco importa!. . E lá vai meu filho mais velho.... . Deixar os filhos viverem suas vidas é um momento difícil pra qualquer mãe!! Por receio dos perigos do mundão ou até mesmo por egoísmo de não tê-lo mais embaixo das suas asas. . Gabriel escolheu morar e estudar em Portugal.. . E assim foi... e toda ida... é um pedacinho meu que vai junto... . Mas sempre me preocupei com a independência emocional dos meus filhos. E sempre respeitei o momento deles. Em toda fase do crescimento humano temos um momento nosso. . {do brincar de carrinho ao ir embora} . e cada um deles é necessário “deixar” ser vivido. São nestes momentos que eles fazem as suas descobertas e começam a amadurecer suas escolhas e viver suas consequências. . Cada vez mais, vejo a importante de se aprender a escolher.. parece bobo, mas o que começa com escolhas banais - carrinho azul ou verde ? - vira - engenheiro ou jornalista? - deixou de ser banal, não é? . Nunca desejei filho meu agarrado, sem saber o que fazer e nem pra onde ir.. . Criar uma criança pra que ela se torne um adulto seguro e independente é equilibrar o deixar ir.. deixar descobrir... deixar fazer... deixar conhecer... deixar aprender.. com o não, de jeito nenhum. . A super proteção é devastadora, na adolescência então, nem se fala!.. . A proteção precisa “ser” o “AMOR” e a “QUALIDADE” dos estar juntos. Do “viver” as experiências juntos.. . Eles sabem que podem SEMPRE contar fisicamente, emocionalmente, financeiramente, espiritualmente comigo.. . Meu colo, meu abraço, meus conselhos, minha casa, meu amor está sempre à disposição!!!. . Mas precisam ir... Cada partida.. algumas lágrimas... coração apertado.. 😓 ... mas cada partida... significa que ele está bem. Feliz. E se ele está assim... eu também estou. É um grande prazer ver o meu bebê descobrir o mundo... . @morangosvermelhos Gabriel, mamãe te ama. Deus está sempre com você. E o seu anjo da guarda te protegendo! Só não exagera pra não deixá-lo cansado! Pelo amor de Nossa Senhora!! Tenha juízo!! . Os dois riem.. pra esconder o choro! Kkkkkkkkk . . A vida segue seu fluxo.. . . O menor, mãe quero um tênis novo. Pé cresceu!gargalhadas!!

Uma publicação compartilhada por glendakozlowski (@glendakozlowski) em

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI