Diversão

Eduardo Costa é condenado no processo que envolve Fernanda Lima

Reprodução
A apresentadora Fernanda Lima e o cantor Eduardo Costa

O cantor sertanejo Eduardo Costa foi condenado no processo que envolve a apresentadora Fernanda Lima. O artista deverá cumprir 50 horas de trabalhos comunitários durante um mês como pena. Contudo, a apresentadora havia pedido R$ 100 mil como indenização por danos morais. As informações são do colunista Ancelmo Gois.

A confusão entre os dois começou após a apresentadora fazer um discurso incisivo sobre o conservadorismo durante o Amor & Sexo que foi ao ar em 6 de novembro do ano passado.

Na ocasião, Fernanda foi chamada de "imbecil" (entre outras ofensas) por Eduardo Costa, que também afirmou, por meio de seu perfil no Instagram: "a mamata vai acabar, a corda sempre arrebenta pro lado mais fraco e o lado mais fraco hoje é o que ela está".

Posteriormente, o cantor voltou atrás e pediu desculpas. No dia 30 de novembro, Costa foi entrevistado pelo Conversa com Bial, da Globo, mesma emissora em que Fernanda trabalha, e pediu desculpas por meio de um vídeo.

Nesse meio tempo, Fernanda Lima também se pronunciou sobre o processo pelas suas redes sociais. Ela atribuiu a situação à qual vem passando ao machismo presente na sociedade.

"Depois de ser difamada, agredida e ameaçada por ele através de um post indignado, procurei orientação jurídica a fim de proteger a mim e à minha família. Fui orientada a processá-lo, pois dessa forma inibiria agressões futuras. E assim o fiz."

Segundo Fernanda, as desculpas dadas por Eduardo Costa teriam sido feitas após ela já ter autorizado o processo, "deixando claro que não se arrepende do que disse, e sim da forma como disse."

Os artistas não se pronunciaram sobre o assunto até o momento.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI