Diversão

Entenda a doença incurável anunciada por Zé Felipe, filho de Leonardo

Reprodução
Zé Felipe, filho de Leonardo, foi diagnosticado com espondilite

O cantor Zé Felipe, filho do sertanejo Leonardo, compartilhou com os fãs pelas redes sociais a notícia de que recebeu o diagnóstico de uma doença chamada espondilite anquilosante.

O filho de Leonardo contou que procurou um médico para analisar umas dores articulares que já vinha sentindo há pelo menos 3 meses.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Juntos sempre 🖤

Uma publicação compartilhada por (@zefelipecantor) em

Pelo Stories do Instagram, o Zé Felipe contou que descobriu o que estava causando esse desconforto. “Estava sentindo dores nas costas, no pé, no joelho [...] Aí, fui em um reumatologista e descobri que estou com um tipo de artrite que chama espondilite”, afirmou ele.

Vou começar a fazer o tratamento hoje… [São] dois anos de tratamento! De dois em dois meses, vou ter que tomar uma injeção”, afirmou o jovem de 21 anos, ressaltando que está feliz por ter descoberto a doença e ter a oportunidade de tratá-la.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ê tuuurma segundou!! Uma semana abençoada pra todos nós ☺

Uma publicação compartilhada por (@zefelipecantor) em

A espondilite anquilosante (EA) é uma doença inflamatória que ocorre principalmente nas vértebras da coluna e nas articulações (juntas) que ficam na região das nádegas, conhecidas como articulações sacro-ilíacas. Essa inflamação é caracterizada por dor nas costas, rigidez e desconforto crônico nesta região.

“Estou agradecido por ter condições de fazer o tratamento, cuidar disso… A gente tem que reclamar menos e agradecer mais”, concluiu ele.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Boa tarde 😃

Uma publicação compartilhada por (@zefelipecantor) em

Sabe-se que há um marcador genético envolvido na Espondilite, mas ele não é determinante em todos os casos. “Diferentemente das dores comuns, que ocorrem durante a realização de algum esforço, nessa condição o incômodo aumenta enquanto a pessoa está descansando”, apontou Marcelo Pinheiro, reumatologista e Coordenador de Comissão de Espondiloartrites da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), ao blog Boa Pergunta.

Apesar de não ter cura, a espondilite anquilosante é tratável tanto com medicações quanto com o fortalecimento do corpo. Em geral, podem ser utilizados medicamentos anti-inflamatórios, corticosteroides injetáveis (utilizados de forma pontual nos locais onde há dor), drogas antirreumáticas e agentes biológicos que bloqueiam substâncias envolvidas na inflamação.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI