Diversão

Instagram escolhe Brasil para testar função de vídeos curtos com música

Divulgação/TechTudo
Chamada de Cenas, a funcionalidade permitirá que qualquer pessoa grave um filmete de até 15 segundos.

Os usuários brasileiros do Instagram terão mais um recurso para se expressarem na rede social. Isso porque a empresa vai começar a testar no Brasil uma nova ferramenta de vídeos curtos com música. Chamada de Cenas, a funcionalidade permitirá que qualquer pessoa grave um filmete de até 15 segundos, fazendo uma coreografia ou uma interpretação dramática de uma canção. É a primeira vez que o Instagram, que pertence ao Facebook, começa o protótipo de uma função pelo Brasil.

Segundo a empresa, o recurso ainda está em fase de testes e não há previsão de lançamento global. De acordo com Robby Stein, diretor de produto global do Instagram, há vários motivos para a escolha – entre eles, estão a forte cultura musical local e o alto engajamento dos brasileiros na rede social. “Os criadores e os usuários que se comunicam com amigos no País utilizam muito as funções de música no Instagram”, explicou o executivo, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

Na visão de Luiz Peres-Neto, professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing, há uma boa promessa de que o Brasil se transforme em um espaço de testes para redes sociais cada vez mais ativo. “No que diz respeito a experimentar novas ideias na área cultural, o brasileiro é bastante aberto a fuçar e criar em cima (das possibilidades)”, afirma o pesquisador. “Somos um grande laboratório de mídia a céu aberto.”

Com o lançamento das Cenas, o Instagram não só testa um recurso novo, mas também busca frear o avanço de aplicativos de vídeos curtos que buscam um lugar na tela inicial de aplicativos dos celulares dos brasileiros. Nas últimas semanas, programas chineses como o TikTok e o Kwai têm ganhado popularidade por aqui, prometendo algo bastante parecido com a nova ferramenta da empresa de Mark Zuckerberg: vídeos com música, edição esperta e compartilhamento rápido.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI