Diversão

Jorge e Mateus rompem com o Villa Mix e com Marquinhos da Audiomix, diz colunista

Divulgação
Jorge e Mateus

Ao contrário do que diz a música, o contrato de Jorge & Mateus não é vitalício e não deve ser renovado com o escritório Audiomix, do empresário Marcos Araújo, mais conhecido como Marquinhos. Dessa maneira, a participação dos artistas no festival de música Villa Mix a partir de 2020 é incerta. Geralmente os cantores são a principal atração do evento, que desde o início contou a presença deles. As informações são do colunista Leo Dias, do UOL.

O vínculo com a Audiomix se encerraria em dezembro e, segundo a apuração do colunista, nem pagando promessa de joelhos a dupla voltaria para o escritório. A parceria estaria com os dias contados por conta de desavenças do cantor Jorge com Marquinhos. A intenção dos artistas é criar o seu próprio escritório para gerenciar a carreira.

A parceria entre eles é antiga e teve início logo após a formação da dupla há mais de uma década. Marquinhos foi o primeiro a acreditar no talento dos dois e também era quem imprimia os primeiros CDs. Jorge & Mateus têm feito, em média, 15 shows por mês e se apresentam na próxima quarta-feira (23), véspera do feriado do aniversário de Goiânia, na capital.

Por outro lado, como consta no site da empresa, a Audiomix se considera a maior empresa de gerenciamento artístico do Brasil, que inclui, além de Jorge e Mateus, outros grandes nomes da música nacional e até internacional, caso do Dj Alok, de Luan Santana, Gusttavo Lima, Wesley Safadão, Simone & Simaria e Matheus & Kauan.

A reportagem do POPULAR procurou as assessorias da dupla e do escritório, mas até o momento elas não se pronunciaram sobre o assunto. O espaço permanece aberto.

Ouça o último disco lançado pela dupla:

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI