Diversão

Primeira santa brasileira, Irmã Dulce é canonizada no Vaticano pelo Papa Francisco

Reprodução TV Globo

Neste domingo (13), um mar de pessoas acompanhou a canonização de cinco beatos na Praça São Pedro, Vaticano. Entre eles, estava a Irmã Dulce, conhecida como o "Anjo da Bahia", sendo a primeira santa nascida no Brasil. A cerimônia comandada pelo Papa Francisco começou por volta das 5h (horário de Brasília) e reuniu 50 mil pessoas. Entre elas, Pelo menos 15 mil peregrinos brasileiros.

Por ter realizado trabalhos essenciais feitos em comunidades carentes de Salvador (BA), ela operou vários milagres e dos mais diversos. Um deles, a cura do músico José Maurício Moreira, 51 anos, que recuperou a visão após intercessão da Irmã Dulce, sendo o ponto chave para ser elevada aos altares.

No altar onde foi realizada a cerimônia, estavam imagens de Nossa Senhora originária do Brasil, um osso da costela da baiana e uma pedra ametista em formato de coração que pertenceu a Irmã Dulce, que agora será chamada de Santa Dulce dos Pobres.

José Maurício que estava presente na missa e se emocionou com a canonização. “Minhas pernas estão tremendo até agora”, revelou em entrevista à TV Globo, após a cerimônia no Vaticano.

 Além de Irmã Dulce (1914-1992), foram oficializados santos o teólogo e cardeal inglês John Henry Newman (1801-1890); a religiosa italiana Giuditta Vannini (1859-1911); a religiosa indiana Maria Thresia Chiramel Mankidiyan (1876-1926); e a catequista e costureira suíça Margherita Bays (1815-1879).

Durante a missa, o líder da Igreja Católica afirmou que estas pessoas que se dedicam aos mais pobres na vida religiosa fizeram “um caminho de amor nas periferias existenciais do mundo”.

Oração da Irmã Dulce dos Pobres

A oração foi escrita por Dom Geraldo Majella, que era Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil quando Irmã Dulce foi beatificada, há cerca de oito anos. Dom Geraldo foi arcebispo de Salvador de 1999 até 2011.

Confira abaixo a oração à Irmã Dulce:

Senhor nosso Deus,

lembrados de vossa filha,

a santa Dulce dos Pobres,

cujo coração ardia de amor por vós e pelos irmãos,

particularmente os pobres e excluídos,

nós vos pedimos:

dai-nos idêntico amor pelos necessitados;

renovai nossa fé e nossa esperança

e concedei-nos, a exemplo desta vossa filha,

viver como irmãos,

buscando diariamente a santidade,

para sermos autênticos discípulos missionários

de vosso filho Jesus.

Amém.

Reprodução TV Globo
Imagem panorâmica do início da missa.
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI