Diversão

Roberto Carlos aparece vestido de rosa e alfineta ministra de Bolsonaro

Instagram/@robertocarlosoficial

O rei Roberto Carlos deu início ao cruzeiro Emoções em Alto Mar sem medo de tocar em temas espinhosos. Durante coletiva de imprensa que antecedeu a abertura do evento, o cantor, vestindo uma camisa rosa, cutucou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, ainda que tenha defendido a flexibilização do porte de armas, uma das principais bandeiras do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Neste domingo (17), respondendo a perguntas de jornalistas, Roberto Carlos foi questionado sobre estar usando rosa, já que ele sempre esteve associado à cor azul. “Estou tentando fugir um pouco do azul porque já estava enjoando, e estou vestindo rosa porque me garanto muito como homem”, afirmou Roberto Carlos, de acordo com a Folha de S.Paulo.

A declaração do cantor foi vista como uma referência à uma fala de Damares Alves, que foi gravada em vídeo afirmando que o Brasil está em uma “nova era” em que "menino veste azul e menina veste rosa". “ O posicionamento do cantor suscitou aplausos e parabenizações dos presentes.

Ainda que tenha alfinetado um dos principais nomes do governo de Jair Bolsonaro, Roberto Carlos ainda defendeu uma das bandeiras do presidente: a flexibilização do porte de arma. “Vivemos uma guerra com um lado armado e outro desarmado que é o nosso. Mas para se ter uma arma é preciso critérios muito rígidos”, opinou ele, salientando que seu pai teve uma arma para “proteger a família”.

Sobre a carreira artística, o rei revelou que deve lançar no próximo ano um disco em italiano e espanhol, produzido em parceria com uma gravadora. Além disso, ele contou que um disco em português deve sair ainda neste ano.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI