Esporte

Sport x Goiás: time esmeraldino espera evoluir e deixar lanterna

Douglas Schinatto / O Popular
Vinícius Lopes, atacante formado nas categorias de base do Goiás, fez gol na derrota para o Corinthians, foi elogiado e será mantido entre os titulares

Todo mundo já sabe que o treinador Thiago Larghi é conhecido por ser estudioso, possui ideias de jogo que agradam, e uma parte do processo para implementar seu modelo no Goiás é de gerar um círculo virtuoso. A ideia é seguir o processo de evolução do desempenho, para conquistar resultados. Uma vitória neste domingo (6), inclusive, será de suma importância para dar sequência e tirar o time esmeraldino da lanterna do Brasileirão. Na Ilha do Retiro, às 20h30, a equipe alviverde desafia o Sport, pela 8ª rodada da competição nacional.

O círculo virtuoso tem, entre seus diferentes resultados, o encontro com a regularidade de atuações, comportamentos de jogadores e execuções das ideias de jogo selecionadas pelo treinador. O processo é conquistado a longo prazo. Ou seja, no Goiás, está apenas no início da trajetória, já que Thiago Larghi comandou a equipe em apenas dois jogos e teve em torno de dez dias para treinamentos, que é onde a prática ganha forma.

Diante do Sport, o Goiás espera avançar na evolução do desempenho. Para Thiago Larghi, isso só será possível se os jogadores continuarem comprometidos em aprenderem. Se tudo correr como desejado, o resultado (vitória) é conquistado, e o círculo continua.

Com a conclusão da 7ª rodada, o Goiás voltou a figurar na última colocação da Série A depois de mais de sete anos. O Sport, adversário deste domingo, vive situação semelhante a do time esmeraldino. Está com treinador novo, que comandou a equipe em apenas dois jogos, mas pela primeira vez jogará como mandante após enfrentar Coritiba (perdeu) e Grêmio (venceu) como visitante.

“A jogada do gol contra o Corinthians nós treinamos muito. Ele (Thiago Larghi) pediu pra eu me movimentar e fazer a jogada. Sabia que uma oportunidade iria aparecer, e a gente ia fazer o gol. Nos treinos ele repetia (a jogada) e falava que eu ia marcar. Se o time (Sport) não se cuidar, podemos fazer a mesma jogada ou até melhor”, avisou o atacante Vinícius Lopes, que marcou o gol do Goiás na derrota, de 2 a 1, para o Corinthians na quarta-feira (2), o primeiro do jovem de 21 anos pelo clube e como profissional.

Repetir jogadas e ações que vão ser executadas no jogo, somadas com o talento do jogador se torna hábito e podem ajudar um atleta a evoluir individualmente e um time, coletivo, a vencer partidas. “A gente tem um time competitivo”, resume Vinicius Lopes sobre o elenco do Goiás. O garoto diz que procura conversar com atletas como Rafael Moura, Sandro, Rafael Vaz e Daniel Bessa para ouvir orientações. “Eles passam confiança, mas falam como devo me comportar no treino, na jogada. Durante o jogo falam como posso corrigir algum erro. São companheiros que ajudam a crescer. Agora vamos nos manter concentrados para fazer nosso melhor no jogo e subir na tabela”, salientou o atacante.

O exemplo de Vinícius Lopes é o que Thiago Larghi deseja que o Goiás consiga executar, para mudar a situação do time, neste momento, no Brasileirão. Transferir conhecimento e ter comprometimento que melhore o desempenho é parte do processo que o técnico acredita que conseguirá implementar no clube alviverde.

FICHA TÉCNICA

Local: Ilha do Retiro (Recife). 

Data: 6/9/2020 (domingo). 

Horário: 20h30. 

Árbitro: Vinicius Gomes de Amaral/RS. 

Assistentes: Leirson Martins/RS e Michael Staislau/RS. 

VAR: Michelangelo Martins/PE

Sport: Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson, Luciano (Sander); Ronaldo, Betinho, Jonatan Gómez, Ricardinho e Leandro Barcia e Elton. Técnico: Jair Ventura

Goiás: Tadeu; Juan Pintado, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Sandro, Ratinho (Breno), Daniel Bessa; Keko Villalva (Mike), Rafael Moura e Vinicius Lopes. Técnico: Thiago Larghi

 

 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI