Geral

Covid-19: Gravidade da situação em cidades de Goiás será avaliada com base em três critérios

Freepik
O mapa de calor é dividido em três níveis, aos quais são atribuídas situações: do amarelo ao vermelho, passando pelo laranja, conforme a análise de seis indicadores

A classificação das cidades de Goiás quanto à gravidade de casos e de transmissão da Covid-19 será feita com base em três parâmetros.

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) deve estabelecer que serão avaliados números como a quantidade de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) disponível, a taxa de transmissão da doença e os pedidos de leitos de UTI.

Conforme esses dados, os municípios serão divididos em três categorias: Alerta, quando a cidade segue aberta com protocolos sanitários; Crítica, quando todas as atividades são reduzidas para 50% e igrejas e bares para 30%; e Calamidade, quando apenas atividades essenciais abrem, como hospitais, farmácias e postos de combustíveis.

Uma nota técnica com recomendações sanitárias aos gestores municipais, assinada pelo titular da SES-GO, Ismael Alexandrino, deve ser divulgada ainda nesta terça-feira, 16.

Conjuntamente, o governador Ronaldo Caiado (DEM), vai se reunir com os prefeitos em uma videoconferência marcada para a manhã desta quarta-feira (17). O tema é o agravamento da pandemia da Covid-19.

Na segunda, a rede estadual chegou a ter 97% de ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes com coronavírus, maior taxa registrada desde o início da pandemia em Goiás. O governo estadual abriu mais 35 leitos no mesmo dia e conseguiu diminuir essa ocupação.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI