Geral

Goiás ultrapassa 500 mortes após segundo dia consecutivo de recorde de óbitos em 24 horas

Freepik
Análise em laboratório

Goiás atingiu, nesta quarta-feira (1º), 25.808 casos do novo coronavírus, 1.142 a mais do que o apresentado no último boletim. O número de mortes passou de 475 para 521, com 46 confirmações nas últimas 24 horas.  No Estado ainda existem mais 62.320 casos suspeitos da infecção e seguem em investigação. Outros 30.543 já foram descartados depois de análises.

Do total de infectados, 12.458 são mulheres e 13.350 são homens. A faixa etária mais afetada continua sendo de pessoas com idades entre 30 e 39 anos, com 7.013 casos. Logo depois aparecem os jovens com idades entre 20 e 29 anos, com 5.710 registros. Pessoas entre 40 e 49 anos aparecem em terceiro, com 5.346 casos até agora.

Além dos 521 registros de óbitos confirmados de Covid-19 em Goiás até o momento, o estado ainda investiga 48 mortes que são suspeitas de terem sido causadas pelo vírus SARS-CoV-2 e seguem em investigação. Já foram descartadas 453 mortes suspeitas nos municípios goianos até o momento.

Dos 246 municípios goianos, 213 já possuem casos confirmados da doença. Em outras 28 cidades existem apenas casos suspeitos. Em outros cinco municípios não há qualquer informação. Ontem Uirapuru apresentou um caso suspeito, mas hoje ele foi descartado e retornou para a listas das cidades sem casos.

O mesmo ocorre com Palestina de Goiás, que já teve dois casos suspeitos e os dois foram descartados; em Guarinos foram três casos descartados; Nova Roma apresentou amostas de duas pessoas, que também foram descartadas para a doença e Novo Planalto, que também fez teste em uma pessoa, mas não houve confirmação da doença.

Casos em Goiânia sobem 353% em um mês 

Em um mês, o número de casos do novo coronavírus em Goiânia saltou de 1.977 para 6.983, o que corresponde a um aumento de 353%. Considerando apenas as mortes pela infecção do SARS-CoV-2, o número passou de 63 no dia 1º de junho para 169 nesta quarta-feira, 1º de julho. O aumento corresponde a 268%.
Do total de casos, 6.302 não precisaram de internação, diferentemente de outros 681 que precisaram de atendimento médico em unidade de saúde para o tratamento, sendo 338 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Ao todo, 5.657 são considerados curados e 261 seguem internados. Outros 896 estão em isolamento domiciliar.
Os cinco bairros mais afetados pelo vírus na capital são: Setor Bueno, com 308 casoss; Jardim Guanabara, com 272 casoss; Setor Oeste, com 202 casos; Jardim América, com 170 casos e Jardim Novo Mundo, com 161 casos.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI