Geral

Goiás ultrapassa 6 mil casos de coronavírus e registra mil infectados só nos últimos 4 dias

Michael Schwenk
Amostra para análise

Nesta segunda-feira (8), Goiás ultrapassou os 6 mil casos confirmados do novo coronavírus (Sars-CoV-2).  Nas últimas 24 horas, o Estado registrou 336 infecções e somou 6.149 pacientes infectados quase três meses depois dos primeiros casos diagnosticados, segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO). Existem ainda 29.599 suspeitas em investigação. Outros 14.524 já foram descartados.

O número de óbitos confirmados por Covid-19 permaneceu em 173. Há 29 mortes suspeitas que estão em investigação e 285 suspeitas foram descartadas nos municípios goianos.

Nos últimos quatro dias, Goiás registrou 1.126 novos pacientes infectados pelo vírus, uma média superior a 280 casos diários. Pelo gráfico epidemiológico é possível observar ainda que os dados quase dobraram em menos de duas semanas.

Análise do perfil dos casos confirmados aponta que a faixa etária que mais foi atingida, é de pessoas de 30 a 39 anos, seguida por de 40 a 49 e em terceiro 20 a 29. Destas confirmações, 51,3% são mulheres e 48,7% homens.

O portal de divulgação do Estado detalha ainda que 155 municípios goianos têm casos confirmados, 76 com casos suspeitos e 15 sem suspeitos.

Goiânia acumula 2.624 casos

Goiânia confirmou 28 novos casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas e tem, agora, 2.624 pessoas que testaram positivo para Covid-19. Entre as confirmações, mais uma morte foi registrada e a Capital agora tem 79 óbitos pela doença.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) emitiu o boletim no início da noite desta segunda-feira (8), que ainda mostra que as mulheres ainda são maioria dos infectados. Elas somam 1.415 casos e os homens, 1.209. A pasta também informou que, do total, 1.938 não trabalham na saúde, diferente de outros 591 que prestam algum tipo de serviço, direto ou indireto, para unidades de saúde. Outros 95 casos estão em investigação.

A SMS também informou que já concluiu 963 investigações e que, destes, 768 não precisaram de internação. Outras 195 internaram, sendo 120 delas, o que representa 62%, em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Dos casos com investigação concluída, 732 estão curados, 33 seguem internados e 149 continuam isolados.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI