Geral

Médicos legistas farão protestos para redução da jornada de trabalho em Goiás

Diomicio Gomes/O Popular
Instituto Médico Legal (IML)

Os médicos legistas da Superintendência de Polícia Técnico-Científica de Goiás (SPTC-GO) realizarão, na sexta-feira (26), uma mobilização em favor da regulamentação da carga horária de 20 horas semanais para a categoria. Segundo o Sindicato dos Peritos Criminais e Médicos Legitas do Estado de Goiás (Sindiperícias), a jornada reduzida já é praticada por todos os médicos do Estado de Goiás, exceto os profissionais nomeados pelo concurso de 2014.

Os protestos ocorrerão das 7h às 19h, em todo o Estado. Serão fixadas faixas nos muros e grades dos prédios do IML de Goiânia e dos Núcleos Regionais de Polícia Técnico-Científica, e não haverá reunião de pessoas, em virtude da pandemia de Covid-19. A organização ressaltou que o atendimento será garantido, já que pelo menos 30% dos servidores permanecerão em atividade. No entanto, podem ocorrer atrasos nos atendimentos.

A categoria explicou ainda que a luta pela regulamentação já dura mais de cinco anos, e que tem trazido desconfortos psicológicos e insatisfação com o trabalho, uma vez que o servidor se sente injustiçado ao ver colegas executando a mesma função, com mesmo salário, trabalhando 20 horas a menos. Diante dessa situação, 76 médicos legistas do concurso de 2014 já pediram exoneração do cargo.

 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI