Geral

Vacina chegará aos 50 anos na capital

Fábio Lima/O Popular
Luana Ribeiro, secretária executiva da SMS de Goiânia, diz esperar entregas de doses mais volumosas

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia atingirá um marco simbólico na vacinação contra a Covid-19 no início da semana que vem – ou, a depender do andamento, até mesmo antes, no sábado, 12: a campanha chegará às pessoas com 50 anos de idade.

A projeção é feita com base no carregamento de vacinas previsto para esta quinta-feira (10) com 199 mil doses da Oxford/AstraZeneca. Todas para primeira dose.

Goiânia recebe, normalmente, em torno de 25% de todos os carregamentos enviados pelo Ministério da Saúde. Nesta semana, chegaram 31,5 mil vacinas da Pfizer, o que possibilitou a abertura agendamento para pessoas com idade a partir de 52 anos.

A nova remessa deve garantir aproximadamente quase 50 mil doses para a capital. Caso esse quantitativo seja confirmado, será possível completar a faixa etária atual e avançar mais, segundo a secretária executiva da SMS, Luana Ribeiro.

O número de doses que o Ministério da Saúde envia para os Estados é baseado na população-alvo da campanha contra a influenza de 2020. Porém, como a vacinação contra a Covid-19 tem algumas particularidades, como na definição de grupos prioritários, os números muitas vezes não batem.

A estimativa dos trabalhadores da saúde, por exemplo, era de 69,3 mil pessoas. Mas, na prática, já foram vacinados 98,8 mil profissionais da área com a primeira dose em Goiânia.

O grupo de pessoas com comorbidades é outro exemplo de como tem funcionado essa matemática da SMS. A previsão era de que ele seria composto por aproximadamente 72,4 mil pessoas. Mas, até a terça-feira (8), mais de 90 mil pessoas com doenças como hipertensão, diabetes e outras listadas no Plano Nacional de Imunização (PNI) foram atendidas em um dos postos de vacinação.

Somando-se o excedente entre o estimado e o efetivamente vacinado nos grupos de comorbidade (17,6 mil) e de profissionais de saúde (29,5 mil) são 47,1 mil vacinas a mais.

Se, por um lado, essa discrepância travou a vacinação na primeira fase, dos grupos prioritários, agora ela está permitindo acelerar o atendimento das faixas etárias.

A estimativa da Secretaria de Saúde de Goiânia era de que há 173,2 mil moradores com idade entre 50 e 59 anos. Entre 55 e 59 anos, são 80.891. Até agora, foram vacinadas 18,7 mil pessoas desse grupo.

Mas, de acordo com Luana Ribeiro, boa parte já havia se vacinado como parte de outros grupos prioritários, como pessoas com doenças preexistentes com agravamento para Covid-19, profissionais de saúde e, agora, da educação. A SMS ainda não tem o número exato, mas estima que seja algo em torno de 25 mil pessoas.

Segundo a secretária executiva da SMS, os carregamentos desta semana serão os maiores desde o início da vacinação, caso o volume esperado da vacina da AstraZeneca se confirme. “Quando estávamos no grupo prioritário, as chegadas eram inconstantes”, diz Luana, que espera que agora entregas constantes e volumosas.

Das quase 50 mil doses previstas para chegar a Goiás nesta quinta-feira, 30% serão reservadas para os grupos prioritários (como trabalhadores da educação e pessoas com doenças preexistentes).

Vacina chega para quem tem 52 anos ou mais

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) começa, nesta quinta-feira (10), a vacinação das pessoas com idade a partir dos 52 anos. Serão 27 pontos de vacinação, exclusivamente por atendimento por agendamento.

A Prefeitura abriu 21 mil vagas para agendamento na tarde de quarta-feira (9): 1 mil para a própria quarta, 5 mil para quinta e 15 mil para sexta. As vagas dos dois primeiros dias foram esgotadas rapidamente. Até o final da tarde, ainda restavam 7,5 mil vagas para sexta-feira. 

A SMS aguarda a chegada do carregamento com 199 mil doses da AstraZeneca previsto para esta quinta. A expectativa é que quase 50 mil doses fiquem com Goiânia. Se não houver imprevistos, a Prefeitura abrirá postos de vacinação também no sábado.

Goiânia ainda espera por aproximadamente 3,5 mil pessoas que já deveriam ter tomado a segunda dose da Coronavac. A Prefeitura montou postos exclusivos para esse público. Depois de sexta-feira, as doses que sobrarem serão adicionadas ao estoque geral, que é era de 34,5 mil no encerramento da vacinação na quarta-feira (9).

Avanço é desigual nas maiores cidades

Levantamento mostra que apenas 12 dos 60 municípios goianos com mais de 20 mil habitantes atingiu a faixa dos 50 anos na vacinação contra a Covid-19. Entre eles, estão Aparecida de Goiânia, Trindade e Goianira, na Região Metropolitana de Goiânia; Luziânia, no Entorno do Distrito Federal; Minaçu, na Região Norte; e São Simão, na Região Sul.

Entre os municípios com mais de 20 mil habitantes, o que está mais adiantado é Inhmas, que fica na Região Central. A Secretaria de Saúde do município já está aplicando a vacina nas pessoas com idade a partir dos 40 anos.

Por outro lado, alguns municípios não conseguiram sair até agora do grupo de comorbidades. São Miguel do Araguaia, na Região Norte; Anicuns e Nerópolis, na Região Central; e Jaraguá, no Vale do São Patrício, vacinam as pessoas com doenças preexistentes. Até agora, 1,6 milhão tomaram a primeira dose em Goiás. E 665 mil, a segunda.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI