Filha do cantor Leandro se forma em medicina e fala sobre lembranças do pai

Reprodução instagram @lyandramotacosta
Reprodução instagram @lyandramotacosta

Em junho deste ano, fez 20 anos da morte de Leandro, que formou dupla de sucesso com o irmão Leonardo durante 15 anos. O cantor morreu em decorrência de um câncer raríssimo, o tumor de Askin, aos 36 anos, no auge da carreira e deixou quatro filhos: Thiago, 13 anos, Leandro, 6, Lyandra, 3, Leandro, 4 meses. Hoje, a única menina entre os quatro está com 23 anos e se formou em Medicina.

Embora estivesse com 3 anos quando Leandro morreu, Lyandra lembra de vários momentos ao lado do pai. "Lembro que ele me ligava todos os dias quando estava em tratamento em São Paulo. Isso ficou muito presente na minha memória. Eu sabia que tinha algo errado acontecendo, não entendia por que ele não estava em Goiânia comigo, mas não sabia o quê de fato estava acontecendo com ele. Mas sentia, porque criança sente. Isso me marcou muito, muito mesmo, até hoje lembro", recorda ela, que completou 3 anos quatro dias depois da morte do pai.

Assim como o irmão caçula, Lyandra é filha do cantor com Andrea Mota, última mulher com quem Leandro foi casado. Apesar de sua mãe ter casado novamente e ela ter ganhado mais dois irmãos, Fernando e Felipe, a recém-formada médica mantém uma ótima relação com a família do pai. "Minha relação com meu tio, meus primos e meus irmãos é muito boa mesmo. Eu amo meu tio, muito mesmo e sei que ele me ama muito também. Não tenho nem palavras para falar sobre o meu tio Leonardo. Assim como eu, ele é bem espiritualizado e a gente se dá muito bem. Sou muito amiga dos meus primos, crescemos todos juntos. Estou muito feliz porque todos eles virão para a minha formatura e acho que vai ser muito bom!", afirma.

Com 239 mil seguidores no Instagram, Lyandra afirma ter muito carinho do público que a acompanha. "A maioria sabe que sou filha do Leandro, mas muita gente não. Minha troca com meus seguidores é muito positiva. A maioria das pessoas que me segue tem uma energia muito boa. Claro que recebo umas mensagens péssimas, que me fazem mal de certa forma, mas bloqueio porque não gosto que esse tipo de pessoa com energia ruim participe da minha vida. Infelizmente, como decidi expor minha vida e influenciar as pessoas de certa forma, acaba que estou sujeita a receber muitas críticas. E tem muita gente muito maldosa também. Quando é assim, bloqueio e está tudo certo", diz, contando que tem recebido mensagens maravilhosas desde que falou sobre a formatura. "Muitos me falam que meu pai estaria muito orgulhoso de mim por eu estar me formando. São pessoas muito incríveis, é muito bom sentir um pouco desse carinho que meu pai sentia".

A MÉDICA

Lyandra se formou recentemente, então ainda não pegou o diploma. "Já tive minha última prova e apesar de eu não ter pegado o CRM (Conselho Regional de Medicina) já me formei. Estou muito feliz, sentindo que todo o meu esforço e minha abdicação em morar longe de casa tão nova valeu muito a pena", diz ela, que estudou em Campinas (SP) e acabou ficando londe da família, que mora em Goiânia.

A doença do pai influenciou, indiretamente, na escolha de Lyandra em ser médica. "Mas eu não fiz só por conta de ele ter tido câncer. Fiz porque amo medicina e não me vejo fazendo outra coisa. Sempre gostei de ajudar as pessoas e sempre achei que era meu dom", explica a jovem, que planeja se especializar em dermatologia. "É a área que eu mais me identifico. Gosto muito de pele, não só da parte estética, mas também de tratar lesão. A dermatologia é muito palpável para mim. Você trata e melhora, some da pele aquilo. Isso me encanta", derrete-se ela, que namora o jovem Lucas há quatro anos. "Graças a Deus ele não faz medicina, senão a gente não ia ter tempo de se encontrar (risos)".

 

Reprodução instagram @lyandramotacosta
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ANUNCIE AQUI